Banner do evento
Boas festas 2023
Saúde Pública
SAÚDE PÚBLICA

Conheça a autoridade de saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Recrutamento
recrutamento

Descubra os Procedimentos Concursais a decorrer e venha trabalhar connosco

CS Fora de Horas
Atendimento Complementar na Doença Aguda

Centros de Saúde Fora de Horas

Banner sites_SNS_44 ANOS_Portal SNS
banner-standard_1140-x-360_gripe 2023_6
Postal 2023_a

Atividade assistencial do CHMT cresce a dois dígitos no primeiro trimestre de 2023

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) conseguiu aumentar o acesso a cuidados de saúde da população.

Nos três primeiros meses do ano a instituição registou um crescimento de dois dígitos em quase todos os indicadores assistenciais da sua atividade, muito graças a um esforço sem precedentes de todos os profissionais.

As três unidades hospitalares do CHMT localizadas em Abrantes, Tomar e Torres Novas aumentaram em 11% homólogos os internamentos de doentes em enfermaria nos três primeiros meses do ano. Ao todo, passaram pelas unidades de internamento do CHMT 4341 doentes – mais 476 do que no mesmo período do ano passado.

Noutra frente, a das consultas externas de especialidade, a instituição também conseguiu aumentar a sua atividade. Foram realizadas, em média, 740 consultas por dia útil no CHMT – ou 48.085, no total do trimestre (mais 3060 do que no trimestre homólogo). Há a registar um expressivo crescimento de 12% as primeiras consultas face ao mesmo período do ano passado.

A atividade cirúrgica programada é outra valência que merece destaque na atividade assistencial do CHMT neste primeiro trimestre do ano, com um crescimento médio de 16% nos três primeiros meses de 2023, impulsionado pelo crescimento de 22% da cirurgia em ambulatório. Ao todo, foram realizadas neste período, no CHMT, 2.554 cirurgias, mais 354 do que no trimestre de 2022, o que perfaz uma média de 39 cirurgias por dia útil.

Os Serviços de Urgência do CHMT continuam a bater recordes assistenciais à população do Médio Tejo. Neste trimestre de 2023 foram atendidos 39.060 episódios de urgência – mais 3.871 do que no mesmo período do ano anterior, o que significa um crescimento de 11%. O crescimento mais expressivo ocorre na urgência pediátrica, com uma procura 24% superior ao período homólogo.

Há a registar nos três primeiros meses do ano um crescimento de 15% homólogos de sessões de Hospital de Dia e de Hemodiálise, respetivamente.

O maior crescimento em percentagem deste trimestre é o de 32% relativo à atividade da unidade de Hospitalização domiciliária do CHMT.

Os Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica cresceram em média 6% e o Bloco de Partos é o único indicador que regista uma ligeira retração, de menos sete partos face ao igual período do ano anterior, devido ao encerramento quinzenal rotativo de maternidades que está em vigor desde o início do ano, por deliberação da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde.

“Manter o foco nos utentes, ultrapassar quaisquer desafios e alcançar os objetivos a que nos propusemos. Tem sido sempre com foco e com uma equipa de profissionais extraordinária, que o CHMT tem conseguido superar-se, para fazer mais e melhor pelos seus utentes”, diz Casimiro Ramos, Presidente do Conselho de Administração do CHMT.  “Esta trajetória do primeiro trimestre deixa-nos confiantes, mas não vamos abrandar – a comunidade precisa de Saúde, e temos de garantir mais acesso, mais cuidados, e mais eficácia. Vamos continuar esse caminho”, garante Casimiro Ramos.

 

Fonte: CHMT

Voltar
RSE - Area Cidadão