ARS.Acolhe entrega Donativos ao CPR

Img 0866 1 690 400
23 Dezembro 2015

A ARS.Acolhe, representada pelo Vogal da ARSLVT, Nuno Venade, e por alguns dos elementos que constituem a Bolsa de Voluntariado, amavelmente aceitaram o convite da Bárbara Oliveira, para encerrar a última das três atividades de formação sobre refugiados, organizada no âmbito desta iniciativa, que decorreu no passado dia 11 de dezembro.

Os voluntários presentes foram convidados para uma visita às instalações do Conselho Português para os Refugiados (CPR), na Bobadela, que se realizou no dia 17 de dezembro, com a finalidade de entregar os donativos recolhidos durante a campanha que terminou a 11 de dezembro.

Durante a visita a representante do CPR apresentou esta organização não-governamental para o desenvolvimento que nasceu a 20 de setembro de 1991, apenas com dois trabalhadores, um pequeno grupo de voluntários e o patrocínio exclusivo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Atualmente o CPR representa o ACNUR em Portugal, com o qual mantém um protocolo de colaboração visando a proteção jurídica e social de requerentes de asilo e dos refugiados.

Em termos estruturais dispõe do Centro de Acolhimento da Bobadela (CAR) que é considerado um centro de referência a nível europeu; do Centro de Acolhimento de Crianças Refugiadas (CACR) destinado a crianças que chegam ao nosso País sozinhos, sem estarem acompanhados pelos seus pais, familiares ou outras pessoas que os tenham a seu cargo; o Espaço A Criança, que é um projeto educativo e lúdico com uma perspetiva multicultural, proporcionando o convívio entre crianças de origens muito diversas.

Durante a visita ao CAR, onde conhecemos a cozinha comunitária, a sala de aulas de português, a biblioteca e mediateca e o auditório, foi-nos manifestada preocupação particular na receção de donativos em algumas destas áreas.

Estão permanente disponíveis para receber, roupas de cama, utensílios de cozinha, produtos de higiene pessoal, brinquedos e enciclopédias e dicionários, para além de outras dádivas para a mediateca e biblioteca.

A visita terminou com o manifesto empenho da iniciativa Ars.Acolhe de recolher brinquedos e jogos, livros, dicionários e enciclopédias, para entrega no CPR, logo que a quantidade o justifique.