DICAD da ARSLVT acolhe visita de duas Enfermeiras

Sca2 1 690 400
02 Outubro 2015

DICAD da ARSLVT acolhe visita de duas Enfermeiras de uma Sala de Consumo Assistido (SCA) de Copenhaga, Dinamarca.


No passado dia 18 de setembro, a Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (DICAD)) acolheu a visita de duas Enfermeiras Dinamarquesas que trabalham numa SCA de Copenhaga, Dinamarca, e que se deslocaram a Lisboa na expectativa de conhecerem mais de perto a experiência portuguesa no âmbito da política de descriminalização, e da intervenção nos comportamentos aditivos e nas dependências (CAD), tendo sido recebidos na ARSLVT pela DICAD:

  • Na Unidade de DesabituaçãoCentro das Taipas, foram recebidas por Miguel Vasconcelos, Coordenador Técnico, que acompanhou as duas Enfermeiras na visita ao trabalho que é feito junto dos utentes nos diversos serviços de ambulatório e de internamento daquela Equipa.
  • Marta Borges, responsável regional pela área de intervenção em Redução de Riscos e Minimização de Danos (RRMD), acompanhou as duas Enfermeiras na visita a vários locais de intervenção junto da população que usa drogas, e a várias equipas de entidades que promovem projetos nesta área, e que são monitorizados pela DICAD da ARSLVT, designadamente: uma Unidade Móvel da Ares do Pinhal- Associação de Recuperação de Toxicodependentes, e a Equipa de Rua de Lisboa Oriental da Associação Crescer na Maior.
  • Foi também visitado o espaço In-Mouraria, projeto promovido pelo Grupo Português de Ativistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA (GAT) – Pedro Santos, onde as Enfermeiras puderam fazer uma apresentação do trabalho que desenvolvem em Copenhaga numa SCA localizada numa zona que consideram ser a maior zona de consumo a céu aberto da Escandinávia.

O objectivo das duas Enfermeiras centrava-se nos efeitos da descriminzaliação numa cidade como Lisboa: efeitos junto dos consumidores, das forças de segurança, das prisões, dos bairros, etc.