DICAD dinamiza Ciclo de Tertúlias sobre Redução de Riscos e Minimização de Danos

1 1 690 400
19 Dezembro 2016

A Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (DICAD), da ARSLVT, termina em Lisboa o Ciclo de Tertúlias sobre Redução de Riscos que teve início no passado dia 22 de setembro.

Após o pontapé de saída realizado em Setúbal, seguiu-se Santarém e por fim Lisboa, no passado dia 18 de novembro, com o tema “Desafios à Intervenção no Álcool na perspectiva da Redução de Riscos e Minimização de Danos".

Dinamizada pelo Centro de Respostas Integradas (CRI) de Lisboa Oriental, de Lisboa Ocidental, Unidade de Desabituação – Centro das Taipas e Unidade de Alcoologia de Lisboa, foram convidados José Guerrero pelo projeto Check!n Lisboa, que trouxe uma perspetiva do que é a intervenção em contextos festivos em Lisboa, e também a sua experiência com o Energy Control de Barcelona; Francisco Henriques, Médico de Clinica Geral da Unidade de Alcoologia de Lisboa, que falou dos desafios da prática clinica no álcool; João Monsanto, publicitário e responsável da agência de publicidade Laranja Mecânica, que abordou as questões da publicidade e do processo criativo e Adolfo Henriques, da Granja dos Moinhos, que abordou a temática do consumo do álcool a partir da perspetiva de um produtor de vinhos e queijos.

Nesta edição estiveram presentes cerca de 40 participantes, entre os quais diversos profissionais das Unidades de Intervenção Local da DICAD e de outras entidades parceiras que intervêm na área da Redução de Riscos.

Este Ciclo de Tertúlias permitiu divulgar e intensificar pensamento em torno da  Redução de Riscos e Minimização de Danos, cruzando este modelo com os desafios que se colocam diariamente na intervenção em saúde com pessoas que usam drogas.

 

O debate que se gerou em torno de questões essenciais para a prática profissional na área dos consumos aditivos culminará com um Encontro Regional de Redução de Riscos e Minimização de Danos, a realizar no próximo dia 16 de janeiro no Mercado de Santa Clara em Lisboa.