"Aqui morreu uma Mulher" em exposição no Centro de Saúde de Almada

11 Fevereiro 2019 a 22 Fevereiro 2019
Amum 1 690 400

Em 2015 assinalavam-se 15 anos desde que a violência doméstica passou a ser crime público. Foi o mote para a revista Visão arrancar com este grande projeto – fotografar locais dos crimes e contar as histórias das mulheres que viram as vidas ceifadas em contexto de violência doméstica.


Durante todo o ano de 2015, Teresa Campos e José Carlos Carvalho percorreram o país e ouviram histórias de mulheres, novas e idosas, a vítima mais velha tinha 84 anos, a mais nova apenas 23. Estiveram em pequenas aldeias e em grandes cidades, em zonas pobres e bairros privilegiados. Foram 28 as histórias de mulheres que morreram às mãos de maridos e companheiros que são retratadas.


A exposição criada tratou-se de uma iniciativa conjunta da Visão, do Gabinete do Ministro Adjunto e da Câmara Municipal de Lisboa.
No âmbito do Roteiro Cidadania em Portugal, promovido pela ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local em parceria com a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade de 2016 a 2017, a exposição foi reproduzida para desafiar as comunidades locais em todo o país a conhecerem esta realidade que é urgente mudar.

Queremos que esta exposição continue a circular e a incentivar o debate. Apareça!

Poderá visitar a exposição no 1º andar, do edifício sito na Av. Rainha D. Leonor, nº 2 (Edifício RDL, em Almada), entre os dias 11 e 22 de fevereiro.

Saiba mais Exposicao_Aqui_Morreu_Uma_Mulher

Conheça mais sobre este trabalho em:

https://www.animar-dl.pt/documentacao/pdf/100-feminismo/3102-aqui-morreu-uma-mulher-centro

https://www.animar-dl.pt/documentacao/pdf/100-feminismo/3101-aqui-morreu-uma-mulher-alentejo