Unidades de Vila Franca de Xira sensibilizam para maus-tratos infantis

Nacjr cpcj vfx 1 690 400
03 Maio 2022

Abril foi o Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e no âmbito das comemorações nacionais, as unidades de saúde do concelho de Vila Franca de Xira (Agrupamento de Centros de Saúde Estuário do Tejo) assinalaram a efeméride com várias atividades. Eis alguns exemplos documentados em imagens.

 

O ponto alto das festividades coordenadas pelo Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco (NACJR) local aconteceu a 29 de abril, com o Dia da T-shirt Azul, que contou com a colaboração utentes de todas as idades, em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila Franca de Xira. Os participantes formaram um laço azul no relvado do campo de futebol do Grupo Desportivo de Vialonga, o símbolo major da sensibilização para a prevenção dos maus-tratos infantis.

 

UCC Vila Franca de Xira USF Albirka USFAlhandra

 

Mas as iniciativas no ACES Estuário do Tejo/concelho de Vila Franca de Xira tiveram início a 1 de abril, com campanhas de sensibilização divulgadas em vários suportes nas instalações das unidades de saúde, sendo destinadas a profissionais de saúde e a utentes.

Profissionais do NACJR e da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Vila Franca de Xira, das Unidades de Saúde Familiar (USF) Albirka, Gago Coutinho, Alhandra, Bom Sucesso e Villa Longa aderiram ao repto. A eles juntaram-se profissionais da Unidade de Apoio à Gestão (UAG), Unidade de Cuidados Saúde Personalizados (URAP), Conselho Clínico e de Saúde (CCS) e do Gabinete do Cidadão do ACES Estuário do Tejo.
Recorde-se que as comemorações desta efeméride foram dinamizadas pelos NACJR dos Cuidados de Saúde Primários e pelos seus congéneres hospitalares, enquanto elementos constituintes do Programa Nacional de Prevenção da Violência no Ciclo de Vida da Direção-Geral da Saúde. Em todo o país, nos diversos serviços de saúde e comunidade, os núcleos sensibilizam para a temática da promoção dos direitos das crianças e prevenção da violência, enquanto problema de Saúde Pública com impacto em todo o ciclo vital.