CHBM - Unidade de Técnicas Endoscópicas com novos equipamentos

Gastro equipamentos 1 690 400
14 Agosto 2020

A Unidade de Técnicas Endoscópicas (UTE) dispõe de novos equipamentos, adquiridos ao abrigo do Programa Operacional Lisboa 2020. Com um investimento de cerca de 70 mil euros, o Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) adquiriu um videocolonoscópio, um videogastroscópio e três monitores de visualização de imagem endoscópica, que irão beneficiar os utentes da Unidade de Gastroenterologia.  

A realização de exames complementares de diagnóstico e terapêutica assume um papel fundamental na especialidade de Gastroenterologia, seja pela capacidade de atuação de forma resolutiva sobre patologias do foro digestivo, seja pela possibilidade de diagnóstico de patologias várias. O videocolonoscópio é um aparelho que permite realizar exames de colonoscopia, exame crucial para o diagnóstico do cancro do colon e reto; enquanto que o videogastroscópio é um aparelho que permite realizar exames de endoscopia, exame crucial para o diagnóstico do cancro do estômago, entre outras patologias do trato digestivo.  

Estes equipamentos foram adquiridos no âmbito da candidatura “Modernizar para Melhor Cuidar II”, que em janeiro de 2019 autorizou a compra de um novo acelerador linear para o Serviço de Radioterapia. Tendo-se apurado uma poupança na aquisição deste equipamento, na ordem dos 450 mil euros, foi ainda autorizada a compra de mais 20 equipamentos: uma central de monitorização e um ecógrafo para o Serviço de Cardiologia; um intensificador de imagem e quatro eletrobisturis com extratores de fumos para o Bloco Operatório; três histeroscópios para o Serviço de Ginecologia; três cistoscópios para o Serviço de Urologia; um Sistema de Patologia Digital e um Montador de Lâminas Automático para o Serviço de Anatomia Patológica; para além dos cinco equipamentos adquiridos para a UTE. 

Recorde-se que o CHBM concluiu com sucesso as duas candidaturas submetidas anteriormente ao Programa Lisboa2020. Em 2017 adquiriu 18 equipamentos, mais dois do que os previstos inicialmente, para os serviços de Anatomia Patológica, Bloco Operatório, Cardiologia, Oftalmologia, Gastrenterologia, Imagiologia, Pneumologia e Unidade de Cuidados Intensivos, num montante de 790 mil euros. Já em 2018 comprou 2 novos equipamentos para os serviços de Imagiologia e Ginecologia, o que representou um investimento de 149 mil euros. 

Lisboa2020 é um programa operacional da União Europeia através do qual é possível adquirir novos equipamentos e substituir outros já existentes, em determinadas áreas definidas, com o objetivo de melhorar a qualidade dos cuidados prestados aos utentes, bem como as condições de trabalho dos profissionais de saúde.