Hospital de Santa Maria chega às 120 camas de cuidados intensivos para doentes Covid-19

Capturar 1 690 400
09 Abril 2020

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte vai reforçar em mais cerca de 40 camas a sua capacidade nos cuidados intensivos dedicados ao doente crítico Covid19, passando de 80 para perto de 120. Um crescimento que resulta da aquisição de equipamentos por parte do CHULN, do Ministério da Saúde e de significativas doações da sociedade civil.

Este plano total de cerca de 120 camas significa que o centro hospitalar quadruplicou num curto espaço de tempo a sua capacidade na área dos cuidados intensivos em relação ao período pré-pandemia. Às 80 camas em sete unidades de cuidados intensivos (UCI) previstas no plano inicial de assistência ao doente crítico Covid no CHULN, somar-se-ão mais 40 repartidas por quatro UCI.

Estas unidades serão acionadas numa segunda fase, em função das necessidades, como acontece nesta primeira fase da pandemia, preservando-se o apoio ao doente não-Covid.

A preparação do plano envolveu desde a primeira fase as equipas do Serviço de Medicina Intensiva, em paralelo com a reconversão da atividade clínica de grande parte dos efetivos da Anestesiologia do CHULN. A progressão desta segunda fase envolve outras especialidades, nomeadamente a Infecciologia, a Medicina Interna, a Gastrenterologia, a Pneumologia, entre outras.