Primeiro-ministro visita hospital de campanha no Estádio Universitário de Lisboa

Univ 1 1 690 400
31 Março 2020

 

O Primeiro-Ministro, António Costa, foi conhecer, a 30 de março, os Pavilhões 3 e 4 do hospital de campanha instalado no Estádio Universitário de Lisboa, que conta com 500 camas para acolher casos ligeiros de COVID-19. A visita contou com a presença de Luís Pisco, Presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e de Marta Temido, Ministra da Saúde, entre outras individualidades.

 


O governante considerou aquela infraestrutura – que também completa áreas de apoio para os profissionais de saúde dos hospitais de Lisboa – como um bom exemplo da cooperação entre as mais diversas áreas, desde as autarquias, universidades e as Forças Armadas, além da Saúde e outras "pastas" governamentais.

 

 

Manifestando o desejo que as camas não sejam necessárias, António Costa saudou a adesão dos portugueses às medidas de contenção, mas alertou: "O País vai entrar no mês mais crítico desta pandemia e é por isso é fundamental que nos preparemos para este mês que vamos ter pela frente", avisou.

Por isso, há que “desejar o melhor, mas estar preparados para o pior". E “o melhor será seguramente que nenhuma destas camas alguma vez venha a ser utilizada”, mas tendo sempre a “segurança que elas existem”.

 

 

Segundo o primeiro-ministro, os hospitais portugueses "têm vindo a dar resposta às necessidades" e estão ser feitos todos os esforços para que "continuem a dar resposta", mas caso a pandemia evolua "como está projetado" é fundamental ter estas unidades de retaguarda.