CHO adota medidas extraordinárias no âmbito do COVID-19

Oeste 1 690 400
18 Março 2020

A situação excecional que se vive no momento atual e a proliferação de casos registados ao nível nacional de contágio de COVID-19 exigiu já a aplicação pelo Centro Hospitalar do Oeste (CHO) de medidas extraordinárias.

No entanto, perante o contexto atual, urge adotar novas medidas consideradas urgentes e imprescindíveis, tendo em vista a proteção e segurança dos profissionais, dos doentes, a necessidade libertação de espaços e deslocação dos profissionais para funções consideradas prioritárias e inadiáveis.

Neste sentido, foi publicado o Despacho da Senhora Ministra da Saúde, que produziu efeitos a 16/3/2020.

Assim, alerta-se a população para a suspensão de toda a atividade clínica não urgente e clinicamente estável, nomeadamente consultas externas, intervenções cirúrgicas, sessões de hospital de dia e meios complementares de diagnóstico e terapêutica. Apenas será realizada atividade programada em casos clinicamente relevantes, cuja suspensão coloque em risco de vida o utente ou existir risco de prejuízo grave por ausência de intervenção.

Informa-se ainda que o acesso às Unidades Hospitalares será limitado ao estritamente imprescindível, apenas para prestação de cuidados urgentes e clinicamente inadiáveis ou acompanhamento de doente dependente, sujeito a medição de temperatura corporal. 

Ficam interditas as visitas aos doentes internados e em regime de urgência, o que muito lamentamos, mas é uma medida excecional para proteção de todos.

Reitera-se que o Centro Hospitalar do Oeste está a desenvolver todos os esforços para mitigar os danos associados a esta situação e providenciar nesta fase o mais completo apoio necessário à população que serve, contando com a colaboração dos seus profissionais e de toda a comunidade. Salienta-se a colaboração inestimável que temos recebido das Câmaras Municipais, da Comunidade Intermunicipal da nossa área de influência e outras instituições da área da saúde. 

Lamentamos os transtornos causados, mas estamos certos da compreensão da comunidade perante esta situação de extrema contingência.

Tais medidas estarão em vigor até 9 de abril, no entanto, poderão ser objeto de renovação ou revisão, de acordo com a evolução do surto e o nível de contingência.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.