Ciclo de Conferências ARSLVT - Conversas com...Professor Adriano Moreira

Primeira 1 690 400
02 Outubro 2019

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) com o propósito de dinamizar a cultura e o espírito incorporados na resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas, que contém uma coleção de 17 metas globais, designadas como os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, está a desenvolver um conjunto de ações que promovam uma interação entre os dirigentes e ao mesmo tempo com o mundo do conhecimento.

A ARSLVT pretende ter um papel ativo, dinamizar a cultura e o espírito da instituição, bem como, a troca de experiências, com valor acrescentado na concretização da implementação de algumas medidas que melhorem as metas e os indicadores globais da região, no âmbito da Agenda 2030, e para isso lançou a iniciativa “Conversas com..”.

Esta semana no “Conversas com…” tivemos o Humanista e Pensador do país e do mundo, o ilustre Professor Adriano Moreira. Membro da Delegação Portuguesa na ONU, Professor Catedrático da Universidade Técnica de Lisboa, e é Membro do Conselho de Estado. Doutor Honoris Causa pela Universidade Aberta, Universidade da Beira Interior, Universidade de Manaus, Universidade de Brasília, é também membro das Academia Brasileira de Letras e da Academia das Ciências de Lisboa, entre tantas outras.

Várias vezes premiado, com destaque para a Medalha de Mérito Cultural, Medalha do Exército de D. Afonso Henriques de 1ª classe. Ao longo do seu percurso de vida foi inúmeras vezes condecorado, das quais destacamos: Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo. Destaque, ainda, para alguns dos livros mais relevantes que editou, como: "Direito Corporativo", "Ciência Política", "A Europa em Formação". 

Que papel temos enquanto cidadãos europeus e do mundo?; A desigualdade entre estados-nação?; Estaremos a perder a nossa identidade enquanto indivíduos?; Caminhamos para uma (INI)dentidade dos povos? . Estes, foram alguns dos temas sobre os quais Adriano Moreira nos deixou uma profunda reflexão.