ARSLVT nas II Jornadas “Na Corda Bamba”

Corda 1 1 690 400
30 Setembro 2019

 

O Auditório do Centro de Juventude de Lisboa, do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), foi palco, a 27 de setembro, das II Jornadas “Na Corda Bamba”, uma iniciativa dos profissionais que constituem o projeto com o mesmo nome. Laura Silveira, Vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) esteve na sessão de boas-vindas e salientou o empenho da instituição no projeto. 


Numa sessão que reuniu Vítor Pataco, Presidente do IPDJ, João Goulão, Diretor-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e Dependências (SICAD), e Rute Gomes, Psicóloga Clínica do Programa “Na Corda Bamba“, Laura Silveira reforçou a ideia de que “a ARSLVT está empenhada em trabalhar com as várias estrutura da comunidade” e nesse âmbito anunciou para breve o alargamento do protocolo com o IPDJ no âmbito do Programa “Cuida-te +”.

A Vice-presidente da ARSLVT desejou o maior sucesso à 2ª edição das Jornadas “Na Corda Bamba” e salientou o mérito da organização em dar continuidade ao evento. Segundo a responsável, “este é um importante momento de partilha de conhecimento entre técnicos que intervêm com jovens na área dos comportamentos aditivos e das dependências”.

 

Ao estar presente em instalações do IPDJ, mas também em estabelecimentos de ensino da cidade de Lisboa, o projeto “Na Corda Bamba” dá um contributo relevante para “uma escola feliz e todos sabemos que escolas felizes ficam para a vida”.

Recorde-se que o projeto que deu origem às jornadas é constituído por profissionais das Equipas de Prevenção da Unidade de Alcoologia de Lisboa, do Centro das Taipas - Unidades de Intervenção Local da DICAD, do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central - Clínica da Juventude e do Instituto Português do Desporto e Juventude, através do Programa “Cuida-te +”.


A sessão de boas-vindas foi precedida pela conferência de Margarida Gaspar de Matos, Psicóloga e Representante do Projeto “Aventura Social”, com comentários de Joaquim Fonseca, Coordenador da Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e Dependências (DICAD) da ARSLVT. O coffee break foi animado com a atuação do Projeto “Mala Mágica” do Chapitô.