Protocolo entre ARSLVT e Instituto Gama Pinto leva consultas de Oftalmologia aos centros de saúde

Img 5113 1 690 400
30 Agosto 2019


Luís Pisco, Presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e Erica Grilo Cardoso, Presidente do Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto (IOGP), assinaram a 30 de agosto, na sede da ARSLVT, em Lisboa, um protocolo de cooperação que vai permitir a realização de consultas de Oftalmologia nos centros de saúde que têm utentes referenciados para o IOGP. O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Sintra será o primeiro a avançar com a iniciativa.


Com a assinatura do protocolo, os oftalmologistas e técnicos de ortóptica do IOGP vão ao encontro dos utentes referenciados nos centros de saúde respetivos, deixando os utentes de se deslocarem às instalações do instituto, em Lisboa. As equipas do IOGP terão o apoio de enfermeiros e administrativos dos Cuidados de Saúde Primários, pelo que a ARSLVT providencia igualmente o espaço físico e o equipamento.

 


O ACES de Sintra vai ser pioneiro nesta iniciativa, sendo que de momento estão a ser desenvolvidos todos os preparativos para que as consultas comecem ainda em setembro, na unidade de saúde da Agualva, no Cacém.

“Com esta cooperação, vamos aumentar a acessibilidade, proximidade e a continuidade dos cuidados, promovendo em simultâneo a articulação entre instituições do Serviço Nacional de Saúde”, refere Luís Pisco. Enaltecendo a colaboração do IOGM, o presidente da ARSLVT considera que "este é o início de uma relação que vai ser frutífera".   


Para Erica Grilo Cardoso, “esta descentralização das consultas de Oftalmologia é mais um exemplo da mudança de paradigma na oferta de cuidados, mudança essa que coloca as necessidades dos utentes no centro do SNS. Este é o caminho para um trabalho proativo de qualidade". 

Por sua vez, Maria Clara Pais, Diretora Executiva do ACES Sintra, defende que a Oftalmologia é uma especialidade em que a descentralização faz mais sentido, mostrando-se convicta de que com este projeto haverá "importantes ganhos para os utentes e profissionais". 

O protocolo prevê ainda ações de formação aos médicos e enfermeiros dos ACES de Lisboa e Vale do Tejo, bem como a promoção da literacia em saúde e autocuidados dirigida aos utentes.


No final da assinatura do protocolo, o Conselho Diretivo do IOGM teve oportunidade de conhecer colaboradores e responsáveis da Equipa Regional de Apoio aos Cuidados de Saúde Primários da ARSLVT, a qual coordena os rastreios Visual Infantil e da Retinopaita Diabética.