Hospital de Santarém apresenta resultados positivos

Capturar 10 1 690 400
18 Junho 2019


A um mês do fecho do semestre o Hospital Distrital de Santarém EPE encerrou o mês de maio de 2019 com uma evidente recuperação quer da sua atividade nas várias linhas de produção (consulta, cirurgia programada e urgente, partos, sessões de hospital de dia e urgência) quer ao nível de alguns dos indicadores de qualidade e eficiência.

Neste período, realizaram-se 61.524 consultas externas, ou seja, mais 1076 consultas (+1,8%). A principal subida refletiu-se nas primeiras consultas, com mais 626 consultas realizadas (+3,7%). As consultas subsequentes registaram um aumento de 450 consultas (+1,0%). Assim, a taxa de primeiras consultas registou um aumento de 0,53 p.p. passando de 28,1% para 28,6%, melhorando assim a acessibilidade das consultas de especialidade na instituição.

A cirurgia programada registou um aumento de 62 doentes operados face ao período homólogo, representando 2,3% em termos relativos. Para este aumento contribuiu, sobretudo, a atividade na Cirurgia de Ambulatório, onde foram intervencionados 1933 doentes, mais 55 relativamente ao período homólogo, representando um acréscimo de 2,9%.

A Cirurgia Convencional e a Cirurgia Urgente também acompanharam este movimento de subida, tendo apresentado, respetivamente um acréscimo de 0,8% e 0,6%.

Simultaneamente, registou-se uma melhoria nos indicadores Taxa de Ambulatorização com aumento para os 70% e na taxa de registo de Verificação de Segurança Cirúrgica que também registou um aumento de 0,5% relativamente ao período homólogo (97,3%).

Os aspetos positivos a salientar no internamento são a redução da demora média em 0,2 dias (de 8,5 dias para 8,3 dias) e o aumento do número total de partos (acréscimo de 36 partos relativamente ao período homólogo). Este aumento veio acompanhado de uma grande melhoria no indicador de qualidade e eficiência referente à Taxa de Cesarianas que registou um decréscimo de 28,7% para 26,4%.

Na Urgência, apesar do aumento do número de atendimentos em 1,3%, verificou-se um aumento da percentagem de atendimentos dentro do tempo de espera previsto no protocolo de triagem que regista atualmente 80,6% e do peso dos Utilizadores Frequentes que registou uma diminuição de 1,41 pontos percentuais, tendo reduzido de 3,8% para 2,4%.

A atividade realizada em Hospital de Dia também se encontra em linha com o aumento da atividade, tendo registado um acréscimo face ao período homólogo, com mais 8,4% de sessões realizadas e 4,9% doentes.

Ao nível do acesso, o aumento da procura ao HDS EPE tem sido uma constante. A Lista de Espera para Cirurgia registou no mês abril de 2019 um aumento de 1350 doentes relativamente período homólogo. No entanto, a mediana do tempo de espera para cirurgia no HDS registou uma redução em 1,5 meses (redução de 5,6 meses em 2018 para 4,1 meses em 2019).

Estes resultados são o reflexo do empenho de todos os profissionais envolvidos que se esforçam diariamente para o alinhamento da sua atividade com a estratégia do atual Conselho de Administração.