Semana Europeia da Vacinação 2019: Municípios da Área Metropolitana de Lisboa tornam-se embaixadores da vacinação

Vacinas 1 1 690 400
02 Maio 2019

 

Na sessão que assinalou o encerramento das comemorações da Semana Europeia da Vacinação 2019, 13 municípios da Grande Lisboa assinaram cartas de compromisso que os tornam agentes ativos na promoção da vacinação. A formalização desta parceria com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Direção-Geral da Saúde (DGS) e Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) contou com a presença de Raquel Duarte, Secretária de Estado da Saúde, e decorreu a 30 de abril, nos Recreios da Amadora.

 

 

Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Lisboa, Loures, Mafra, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Setúbal e Vila Franca de Xira. Estes são os municípios embaixadores da vacinação e por isso vão reforçar a sensibilização e mobilização da população para a importância das vacinas.


As cartas de compromisso entre a DGS, ARSLVT, municípios aderentes e ACES respetivos foi acolhida com grande entusiasmo pelos vários intervenientes. Segundo Luís Pisco, Presidente da ARSLVT, “as autarquias estão próximas das pessoas, têm a sua confiança, pelo que reúnem todas as condições para ser embaixadoras da vacinação”.



O dirigente máximo da ARSLVT assegurou que nos serviços de saúde da Região está a ser criada uma espécie de “Via Verde” da vacinação, “para vacinar sem obstáculos, aproveitando a ida dos utentes aos centros de saúde”.

 


Tal como salientou Raquel Duarte, as cartas de compromisso são uma iniciativa pioneira que se traduz num “poderoso ativo” na manutenção e melhoria das taxas de cobertura vacinal – que hoje já “superam os 95%”. Para a governante, é importante “massificar esta parceria” e abranger outros municípios do País.

“As vacinas são tecnologias que salvam vidas e por isso nunca devem ser esquecidas”, afirmou a Secretária de Estado da Saúde, que não obstante os ganhos conquistados com a vacinação, quis salientar a necessidade de contrariar os movimentos antivacinas. “Só nos três primeiros meses deste ano, os casos de sarampo aumentaram 300% em todo o mundo”, frisou.

 


Também Graça Freitas insistiu na importância da vacinação e na necessidade de vacinar todos os cidadãos que estejam em Portugal. “Qualquer pessoa em Portugal tem direito a ter uma vacina, independentemente da sua nacionalidade, se está ou não está legal, se está ou não está de passagem”. Não existe, por isso, nenhum impedimento para a vacinação, “uma das conquistas da civilização” muito bem recebida no País, em 1965. De acordo com a Diretora-Geral da Saúde, um estudo europeu concluiu recentemente que “Portugal é o País onde se confia mais na vacinação”.

Para Graça Freitas, as cartas de compromisso assinadas com os municípios vão ajudar a promover a confiança nas vacinas, tornar a vacinação sustentável, melhorar a Saúde Pública e, consequentemente, o desenvolvimento do país.

Na sessão intervieram ainda Carla Tavares, Presidente da Câmara Municipal da Amadora, Ana Isabel Silva, Diretora Executiva do ACES Amadora e Teresa Fernandes, Coordenadora do Plano Nacional de Vacinação.


O momento musical esteve a cargo do Grupo Coral da EB/JI 1 da Cova da Moura, que presenteou a assistência com a interpretação de vários cantares alentejanos. 

 


As comemorações incluíram ainda uma visita à Unidade Móvel do Casal da Mira, na Amadora, formas complementares de proximidade à população para melhorar a cobertura vacinal em grupos que frequentam menos os serviços de saúde.