Rastreio de Retinopatia Diabética: Equipa Regional reúne com ACES

R5 1 690 400
23 Abril 2019

A Equipa Regional dos Programas de Rastreio (ERPR) reuniu, a 3 de abril, nas instalações da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), com os dirigentes dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) e com os Coordenadores regionais da diabetes da Região para apresentar os dados de monitorização do Rastreio de Retinopatia Diabética (RRD) em 2018. Das 80.228 pessoas rastreadas, 4.519 foram encaminhadas para consultas hospitalares.  

 

Dar a conhecer os dados regionais e específicos de cada ACES, apresentar a nova metodologia para a realização do rastreio e o novo modelo de monitorização de atividade foram os objetivos da reunião liderada por Eunice Carrapiço.

 

De acordo com os dados apresentados, dos 265.768 diabéticos identificados na Região no ano passado, 192.963 reuniam condições de elegibilidade para o rastreio. Desses, 144.985 foram convidados, sendo que 80.228 aderiram à iniciativa e efetuaram a retinografia.

Além do novo método dos rastreios – que permite a cada ACES ter autonomia na gestão do seu planeamento anual de acordo com as necessidades – a equipa também abordou com as direções dos ACES a possibilidade de os agrupamentos efetuarem a monitorização do seu próprio rastreio, obterem os dados das avaliações parciais que efetuam, acompanharem de perto os resultados por forma a que ajustem a atividade ao planeamento.