Ehealth Summit 2019: Luís Pisco defende aposta em idosos mais saudáveis

Ehealth 1 1 690 400
19 Março 2019


Lidar com o envelhecimento demográfico, mantendo a população saudável até mais tarde, é o grande desafio de Saúde Pública para as próximas décadas. Esta foi a principal ideia defendida a 19 de março por Luís Pisco, Presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), na Portugal Ehealth Summit 2019, que decorre em Lisboa até sexta-feira.

Preletor da sessão intitulada “Saúde Pública | 2030”, o responsável máximo da ARSLVT apresentou dados de vários estudos que atestam que o envelhecimento populacional vai continuar a acentuar-se. Contudo, esses idosos “serão mais escolarizados e mais próximos das teconologias”. Por isso, vão estar mais disponíveis para se manterem saudáveis durante mais tempo e ter uma vida mais ativa.

Atingir este objetivo implica o envolvimento da sociedade como um todo e não apenas do próprio indivíduo ou da Saúde. Criar ambientes saudáveis, promotores do contacto social e da atividade física, foi um dos exemplos apresentados por Luís Pisco.


Ao nível da ARSLVT, o orador referiu que vai ser necessário avaliar os resultados do Plano Regional de Saúde e aumentar a centralidade do cidadão na Saúde.

As prioridades para o futuro devem assentar na prevenção da doença e na intervenção precoce, “no aumento da acessibilidade aos cuidados de saúde, nomeadamente nos casos de doença aguda” e numa melhor gestão da doença crónica.

Também será importante “apoiar a integração e a prestação de cuidados multidisciplinares”, selecionar a evidência disponível para garantir cuidados de qualidade e “utilizar a tecnologia como suporte de boas práticas”.

A sessão “Saúde Pública | 2030” foi moderada por Pedro Pinto, pivot da TVI, e contou ainda com os testemunhos de Francisco Goiana da Silva, médico e consultor do Center for Global Health Innovation, e de Maria Moitinho de Almeida, médica e investigadora do Centre for Research on the Epidemiology of Disasters.

A 20 de março, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), entidade promotora da Portugal Ehealth Summit, entregou a diversas entidades do Ministério da Saúde um prémio de reconhecimento público na área tecnológica.

A ARSLVT foi uma das instituições distinguidas, devido ao empenho na aplicação de sistemas de suporte aos profissionais dos Cuidados de Saúde Primários. 


O Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (CHLO) e o Hospital Prof. Fernando da Fonseca (HFF) foram as unidades de saúde da Região premiadas.