estamos-on_banner
Rock in Rio
Rock in rio 2022

SABE COMO CHEGAR A TOP PLAYER COM SAÚDE

Saúde Pública
SAÚDE PÚBLICA

Conheça o trabalho na região de Lisboa e Vale do Tejo

Recrutamento
recrutamento

Descubra os Procedimentos Concursais a decorrer e venha trabalhar connosco

COVID-19
covid-19

Saiba mais sobre Centros de Vacinação, Centros de Teste, Voluntariado, entre outros

estamos-on_banner

Centro de Documentação

O Plano Nacional de Saúde define orientações estratégicas com a finalidade de sustentar, política, técnica e financeiramente, uma vontade nacional, dando-lhe um cunho integrador e facilitador na coordenação e intercolaboração dos múltiplos sectores que contribuem para a saúde.

Todo o trabalho contemplado neste documento visa três grandes objetivos estratégicos:

1

Obter ganhos em saúde, aumentando o nível de saúde nas diferentes fases do ciclo de vida e reduzindo o peso da doença;

2

Utilizar os instrumentos necessários, num contexto organizacional adequado, nomeadamente centrando a mudança no cidadão, capacitando o sistema de saúde para a inovação e reorientando o sistema prestador de cuidados;

3

Garantir os mecanismos adequados para a efetivação do Plano, através de uma cativação de recursos adequada, promovendo o diálogo intersectorial, adequando o quadro de referência legal e criando mecanismos de acompanhamento e atualização do Plano.

Consulte o Plano Nacional de Saúde – Revisão e extensão a 2020

Consulte o portal do Plano Nacional de Saúde

O Plano Regional de Saúde descreve o estado de saúde das pessoas e as condições em que estas vivem, fornecendo evidência e credibilidade quanto à necessidade de elaboração e implementação de Programas e Projetos que promovam a saúde não somente a nível regional, mas também a nível local

Revisão de 9 de Junho

As entidades prestadoras de cuidados de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) devem publicar e divulgar, até 31 de Março de cada ano, um relatório circunstanciado sobre o acesso aos cuidados que prestam, em cumprimento do estipulado no do artigo 4.º da Lei n.º 41/2007, de 24 de Agosto. O referido relatório deverá reunir informação acerca das principais áreas de prestação de cuidados de cada entidade e visar, com maior detalhe, a avaliação do acesso ao SNS, na ótica da Portaria nº 1529/2008, de 26 de Dezembro, que publicou os Tempos Máximos de Resposta Garantidos nos diversos tipos de prestação de cuidados sem carácter de urgência.

2014

Nos termos do nº 3 do Artigo 18º – “Acompanhamento dos projectos” do Despacho SEAS n.º 3673/2009, 22 de Janeiro, que aprovou o Regulamento de Financiamento dos Investimentos na Qualificação das Unidades de Cirurgia de Ambulatório do SNS, a ARSLVT, IP publicita os relatórios de acompanhamento dos vários projectos financiados na Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

O Gabinete de Auditoria Interna disponibiliza a Carta de Auditoria Interna para consulta.

Análise Global do Consumo de Medicamentos Faturados em Regime de Ambulatório

Gestão do Risco Profissional em Estabelecimentos de Saúde

Manual da Rede de Frio

Perfis de Saúde ❯

A população residente em Portugal, à data do momento censitário (21 de Março de 2011) era de 10 562 178 pessoas, das quais 5 046 600 são homens e 5 515 578 são mulheres, de acordo com os resultados definitivos dos Censos 2011 (INE, Portal)

PORTUGAL20112001
População10 562 17810 356 117
Mulheres5 515 5785 355 976
Homens5 046 6005 000 141
Famílias4 048 5593 654 633
Alojamentos5 878 7565 054 922
Edifícios3 544 3893 160 043

Fonte: INE, Censos 2011

Divulgamos periodicamente informação relativa ao Movimento Assistencial dos ACES/Hospitais, no âmbitos dos Cuidados de Saúde Primários.

Voltar
RSE - Area Cidadão