Plano de Contingência Saúde Sazonal - Módulo de Inverno 2018 - 2019

Frio 1 690 400
22 Novembro 2018

No inverno ocorrem com frequência temperaturas baixas e aumento da incidência das infeções respiratórias na população, com especial destaque para a gripe sazonal, mas outros agentes virais e bacterianos podem coexistir.

Dada a sua localização geográfica, Portugal é um dos países europeus vulneráveis aos fenómenos climáticos extremos.

O Plano de Contingência Saúde Sazonal (PCSS) – Módulo Inverno define um conjunto de orientações estratégicas que permitem a preparação e adequação da resposta dos serviços de saúde e dos cidadãos, perante a perspetiva de ocorrência de frio extremo ou de um aumento da incidência de infeções respiratórias.

Este Plano preconiza uma intervenção adequada dos serviços de saúde junto dos grupos mais vulneráveis, informação à população e aos profissionais de saúde sobre as medidas a adotar para minimizar os efeitos das temperaturas extremas sobre a saúde e preparação de recursos específicos na comunidade a serem acionados durante as vagas de frio.

A colaboração entre diferentes entidades de saúde, a proteção civil, a segurança social e organizações da sociedade civil é fundamental para a obtenção de uma resposta adequada e eficaz aos efeitos do frio e à maior incidência de infeções respiratórias.

Recomendações gerais para a população:

  • Mantenha o corpo hidratado e quente;
  • Mantenha-se protegido do frio;
  • Mantenha a casa quente;
  • Mantenha-se especialmente atento se tiver algum problema de saúde;
  • Mantenha-se em contacto e atento aos outros.

 

Durante um período de frio no domicílio:

  • Mantenha a temperatura da sua casa entre os 18ºC e os 21ºC;
  • Se não conseguir aquecer todas as divisões da casa, tente manter a sala de estar quente durante o dia e aqueça o quarto antes de se ir deitar;
  • Se utilizar lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos de aquecimento a gás mantenha a correta ventilação das divisões de forma a evitar a acumulação de gases nocivos à saúde, evitando os acidentes por monóxido de carbono que podem causar intoxicação ou morte;
  • Não utilize fogão a gás, forno ou fogareiro a carvão para aquecer a casa. Também não deve utilizar equipamentos de aquecimento de exterior em espaços interiores;
  • Evite dormir/descansar muito perto da fonte de calor;
  • Apague ou desligue os sistemas de aquecimento antes de se deitar ou sair de casa, de forma a evitar fogos ou intoxicações;
  • Promova uma boa circulação de ar, não fechando completamente as divisões da casa, mas evite as correntes de ar frio;
  • Mantenha sob vigilância a utilização de botijas de água quente, para evitar o risco de queimadura.

 

Cuidados pessoais e vestuário:

  • Mantenha a pele hidratada, principalmente mãos, pés, cara e lábios;
  • Use várias camadas de roupa, em vez de uma única muito grossa, e não use roupas demasiado justas que dificultem a circulação sanguínea;
  • Proteja as extremidades do corpo (com luvas, gorro, meias quentes e cachecol) e use calçado adequado às condições meteorológicas;
  • Evite andar descalço no chão frio ou molhado.

 

Alimentação:

  • Faça refeições mais frequentes encurtando as horas entre elas;
  • Dê preferência a sopas e a bebidas quentes, como leite ou chá;
  • Aumente o consumo de alimentos ricos em vitaminas, sais minerais e antioxidantes (por exemplo, frutos e hortícolas), pois contribuem para minimizar o aparecimento de infeções;
  • Faça uma alimentação variada e saudável, evitando alimentos fritos, com muita gordura ou açucarados;
  • Evite bebidas alcoólicas que provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo.

 

Atividades e exercício físico no exterior:

  • Mantenha a prática de exercício físico habitual, mas em situações de frio intenso evite fazer exercício físico de esforço ao ar livre;
  • Se tiver de realizar trabalho de intensidade física, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;
  • Procure um local abrigado se a temperatura diminuir e houver muito vento;
  • Em caso de frio intenso faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas evitando o arrefecimento do corpo;
  • Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda;
  • Procure manter-se seco e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo;
  • Beba água antes, durante e depois da atividade física para evitar a desidratação.

 

Se vai viajar de automóvel:

  • Informe-se sobre a previsão meteorológica, sobre problemas de circulação automóvel e assegure-se de que dispõe de um mapa ou outro meio de localização;
  • Se a previsão meteorológica incluir a queda de neve leve roupas quentes e mantas bem como comida e bebidas quentes, tendo em conta que pode ficar bloqueado;
  • Evite viajar sozinho ou em situações de reduzida visibilidade;

 

Para além das recomendações anteriores, tenha em conta as orientações da DGS para proteção contra a gripe.

Em caso de emergência ligue para o 112.

Para mais informações ligue para SNS 24: 808 24 24 24.

O período de vigência do Módulo Inverno decorre entre 1 de outubro de 2018 a 30 de abril de 2019 e, eventualmente, noutros períodos em função das condições meteorológicas.


Plano de Contingência Saúde Sazonal Módulo de Inverno 2018/2019

ARSLVT_Saude_Sazonal_Modulo_Inverno_2018_2019