Formação sobre atividade física com recetividade positiva pelos médicos de família da Região

Capturar 1 690 400
07 Novembro 2018

 

Pela primeira vez, a Academia de Formação e Desenvolvimento da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) vai realizar uma ação de formação dedicada ao exercício físico destinada a médicos de família. “Promover a atividade física – do papel à prática” é o tema das duas sessões, já com inscrições esgotadas, que vão decorrer a 14 de novembro, no Multiusos de Odivelas.

A importância e a promoção da atividade física são as temáticas que vão centrar atenções na componente teórica. Cada sessão terminará com uma componente prática. A ação de formação terá a duração de três horas, um grupo de manhã e outro de tarde, com 30 formandos por grupo.

A formação será ministrada por Marcos Agostinho e David Rodrigues, clínicos da Unidade de Saúde Familiar (USF) Santa Cruz, e Carolina Baptista, fisiologista do exercício da Faculdade de Motricidade Humana e da Câmara Municipal de Torres Vedras. A iniciativa conta ainda com o apoio da Câmara Municipal de Odivelas.

É reconhecido que a adoção e manutenção de estilos de vida saudáveis pela população é da maior importância para uma intervenção efetiva na prevenção e controlo das doenças crónicas não transmissíveis, bem como na melhoria da saúde, bem-estar e qualidade de vida da população, em todas as fases do ciclo de vida.

Quer o sistema de saúde quer os profissionais de saúde têm um papel inquestionável na promoção da adoção de comportamentos saudáveis pela população.

Estima-se que, em Portugal, cerca de 14% das mortes anuais estejam associadas à inatividade física, valor superior à média mundial (abaixo de 10%).

Através do Despacho 8932/2017, de 10 de outubro, o Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física, da Direção-Geral da Saúde, dá prioridade ao desenvolvimento de três objetivos estratégicos para a promoção da atividade física através do Serviço Nacional de Saúde (SNS):

  • Reforçar a integração da promoção da atividade física nos cuidados de saúde no SNS;
  • Melhorar a formação e a capacitação dos profissionais de saúde no SNS para promover a atividade física;
  • Articular a ação dos cuidados de saúde no SNS com os recursos promotores de atividade física e exercício físico na comunidade.

A capacitação do sistema de saúde e dos seus profissionais de saúde para promoverem explicitamente a atividade física junto da população deve ser realizada por ação direta dos profissionais nos cuidados de saúde, bem como através de ações coordenadas e articuladas com os vários recursos na comunidade.

Está demonstrada a eficácia e a efetividade da intervenção breve realizada pelos profissionais de saúde para a promoção a atividade física.

Consulte o programa -