Luís Pisco orgulhoso dos internos de MGF da Região

Jornadasinternato 1 1 690 400
09 Outubro 2018

 

Cerca de 500 médicos internos estão a participar nas II Jornadas do Internato de Medicina Geral e Familiar (MGF) da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), um evento a decorrer até amanhã, na Amadora. Presente no encontro, Luís Pisco, Presidente da ARSLVT, reiterou o apoio do Conselho Diretivo ao Internato, declarou-se orgulhoso da formação dada na Região aos futuros médicos de família e salientou os novos desafios na Saúde.


O Grande Auditório do Campus da Amadora da Academia Militar encheu-se de jovens médicos para a sessão de abertura da segunda edição destas jornadas, uma iniciativa formativa mas também propícia ao debate e convívio entre os clínicos que estão a especializar-se em MGF na Região.


Afirmando que o objetivo “é ter o melhor Internato de MGF do País”, Luís Pisco felicitou formandos e formadores e manifestou-se orgulhoso por todo o trabalho desenvolvido. As mudanças na Saúde foi outro dos temas abordados por Luís Pisco. A atualização da Declaração de Alma Ata – que vai passar a chamar-se Declaração de Astana –, a nova Lei de Bases da Saúde, o balanço dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde são apenas alguns exemplos dos desafios que se avizinham e para os quais é preciso estar atento, adaptando o exercício da Medicina Geral e Familiar a novas exigências e realidades, defendeu o Presidente da ARSLVT.


Na sessão, Daniel Pinto, Coordenador do Internato regional, referiu que “o futuro da MGF está assegurado e estas jornadas são prova disso” – pela qualidade da organização e da participação.


Já Ana Isabel Silva, Diretora Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Amadora, deu a conhecer o ACES e as caraterísticas ímpares da população que serve.


Carla Tavares, Presidente da Câmara Municipal da Amadora, destacou o papel das autarquias na procura de soluções para os desafios colocados pela população, em articulação com a Administração Central.


Inês Gonzalez, médica na USF Alma Mater, contou a sua experiência enquanto moradora, estudante e agora clínica no concelho, bem como a sua experiência enquanto recém-especialista.


Ricardo Paiágua, da UppOut, fez uma apresentação motivacional sobre criatividade, empreendedorismo e resiliência ao longo do percurso profissional.