Mais 65 camas de Cuidados Continuados Integrados em Lisboa e Vale do Tejo

Ccontinuados 1 690 400
02 Fevereiro 2018

Desde ontem (1 de fevereiro) que a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) passou a disponibilizar mais 65 camas em Unidades de Internamento de Cuidados Continuados Integrados. A capacidade instalada agora criada distribui-se pelas tipologias de longa duração (20 camas), de média duração (29 camas) e de convalescença (16 camas).

A Região de Lisboa e Vale do Tejo conta agora com 2.232 camas em Unidades de Internamento de Cuidados Continuados Integrados, distribuídas da seguinte forma:

Convalescença (UC) – 215
Média Duração e Reabilitação (UMDR) – 749
Longa Duração e Manutenção (ULDM) – 1.139
Paliativos - 129

Total de camas de internamento – 2.232

Estes novos contratos abrangem sete instituições, entre as quais Misericórdias, Instituições Particulares de Solidariedade Social e privados.

A capacidade instalada total da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, no que respeita a Cuidados Continuados, passou a ser de 4.304 lugares, distribuídos entre respostas de internamento e de equipas domiciliárias.

A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados tem por objetivo a prestação de cuidados de saúde e de apoio social de forma continuada e integrada a pessoas que, independentemente da idade, se encontrem em situação de dependência, permitindo a promoção da reabilitação, estabilização clínica, manutenção e autonomia dos doentes.