Ação de Formação “Espirometrias”

E5 1 690 400
07 Dezembro 2017

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), levou a cabo no dia 27 de novembro a primeira de três ações de formação em espirometria, promovidas pelo DSP e AFD.

No período da manhã foi efetuado um enquadramento teórico. No período da tarde realizou-se a parte prática/teórico pratica, divido em três grupos:

  • Espirometria - realização e dificuldades
  • Espirometria – interpretação dos resultados
  • Técnica inalatória

Estiveram presentes nesta primeira ação de formação, com a duração de 7 horas, 103 profissionais. Foi frequentada por 35 profissionais dos 15 ACES da ARSLVT.

Em Despacho 6300/2016, de 12 de maio o XXI Governo Constitucional no seu programa para a saúde estabelece como prioridade, defender o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e promover a saúde dos Portugueses. Reveste-se da maior importância dotar os Cuidados de Saúde Primários com meios que permitam diagnosticar e tratar as doenças respiratórias, nomeadamente a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), uma vez que esta constitui uma das principais causas de morbilidade crónica e de perda de qualidade de vida e da mortalidade. Assim, é uma necessidade promover ações de formação em espirometria (Norma de Orientação Clínica da Direção -Geral da Saúde n.º 028/2011 de 30 de setembro de 2011, atualizada em 10 de setembro de 2013) para capacitar os profissionais da ARSLVT para uma melhoria da prestação de cuidados de saúde ao doente com patologia respiratória.