Unidade hospitalar da ARSLVT condecorada pelo Presidente da República

Img 1564 1 690 400
05 Setembro 2017

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou hoje, dia 5 de setembro, a Unidade de Neurocríticos do Polo Hospital de S. José, pertencente à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), pelo trabalho desenvolvido no caso do bebé Lourenço Salvador, que nasceu depois de a mãe estar em morte cerebral.
A cerimónia decorreu no Salão Nobre do Polo Hospital de S. José (Centro Hospitalar de Lisboa Central) e contou com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, do vice-presidente da ARSLVT, Luís Pisco, e do vogal da ARSLVT, Nuno Venade.

A iniciativa visou homenagear as equipas de Obstetrícia e da Unidade de Neurocríticos do CHLC que colaboraram no caso de Lourenço Salvador, o bebé que nasceu a 7 de junho de 2016, no Hospital de S. José, depois de a mãe ter sofrido morte cerebral. A criança esteve 15 semanas em gestação com a mãe em estado de morte cerebral.

De acordo com as equipas médicas que acompanharam o caso, trata-se do período mais longo alguma vez registado em Portugal – 15 semanas – de sobrevivência de um feto em que a mãe está em morte cerebral.