Hospitais da ARSLVT operaram mais de 179 mil doentes em 2016

Shutterstock 157689410 1 690 400
01 Setembro 2017

Os hospitais da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) operaram no ano passado um total de 179.325 doentes. Este valor representa uma melhoria do desempenho em relação ao ano de 2015, com a ARSLVT a realizar mais 3,6% de cirurgias.

Os dados fazem parte do Relatório Anual de Acesso aos Cuidados de Saúde nos Estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e Entidades Convencionadas, que apresenta os resultados alcançados ao nível do acesso aos cuidados de saúde prestados, tanto no SNS como em entidades convencionadas no ano de 2016.

Em relação aos cuidados hospitalares, segundo o mesmo relatório da ACSS, registou-se em 2016 um aumento de atividade em todas as linhas de produção hospitalar, com destaque para o volume de consultas externas e de cirurgias programadas, essencialmente as realizadas em regime de ambulatório. Em 2016 foram efetuados 541.232 novos pedidos de primeira consulta hospitalar no âmbito do programa Consulta a Tempo e Horas (CTH), mais 6,7% do que no ano anterior.

No ano passado foi também lançada a maior vaga de construção de centros de saúde, com recurso a fundos comunitários e em parceria com as autarquias. Das oito dezenas de novos centros de saúde previstos, construídos de raiz ou remodelados, 48 são da ARSLVT. Estão também identificadas, e em curso, intervenções de remodelação em vários centros e extensões de saúde, que vão melhorar as condições em que são prestados os cuidados de saúde no SNS, com resultados em termos de melhoria do acesso, da qualidade e da eficiência.

A ARSLVT também reforçou no ano passado a capacidade de resposta na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, atingindo um total de 2038 camas e 2105 lugares nas Equipas de Cuidados Continuados Integrados. Este foi o maior crescimento em todo o país.